novidades

Perdões cria Dia das Gays no auge de mortes por Covid

Por   | 

Sem máscara, vereadora professora Edilaine dá mau exemplo aos alunos, menospreza e dá risada do vírus chinês

Vereadores e prefeito desrespeitam familiares de mortos, famintos da Pandemia e comerciantes

Uma vergonha! A vereadora da equipe do prefeito Dr. Benedito, de Bom Jesus dos Perdões, professora Edilaine é coordenadora da Educação infantil até o ensino médio. Ela vem sendo alvo de muitas críticas dos internautas. No auge do epicentro da Pandemia, com UTIs 100% lotadas na região, a cidade de Perdões cria Lei do Orgulho Gay em meio aos 42 mortos pelo vírus chinês. A filha da vereadora fez um post criticando o Bolsonarismo em Perdões que é muito forte, Oi ? A moça afirma que o projeto do Orgulho Gay é importante para a mãe – mas mais para ela.

A cidade no caos, toda largada, lixo por todo lado, buracos, vários dias sem água e os vereadores e prefeito focam em demandas que não são prioridade ? Cadê os médicos da Família que prefeito e vice Biel prometeram na Unidade da Travessa Bélgica ? Perdões ultra conservadora chora seus mortos por Covid, inclusive gays, que faleceram. Centenas de moradores passam necessidades; sem emprego e comida. Comerciantes agonizam completamente abandonados e o prefeito, uma decepção. Quem levou o projeto para votação foi o atrapalhado vereador Hélio Gonçalves, também alvo de críticas.

Por ser presidente da Câmara deveria ter esperado um outro momento. Perdões vive uma situação de calamidade com comerciantes fechando portas. Seja do Dia do Hetero, Dia do Gay, do Samba, a preocupação da vereadora e do vereador Hélio, deveria ser com a vida e a Saúde de todos os moradores, independente de preferencias sexuais. O projeto foi aprovado mas recebe criticas de religiosos.

Evangélicos e católicos lamentam a postura da vereadora e do presidente da Câmara que menosprezam a tragédia da pandemia na cidade.

POSTAGEM DA FILHA DA VEREADORA

Comércio falindo e sem apoio

Quase 50 mortos em Perdões

LGBTQIAPN+: Fotos da comemoração do Dia do Orgulho Gay em São Paulo

O secretário e o presidente da Câmara que pautou a votação não se manifestaram

O secretário, na hora do registro, tinha dado uma levantadinha com o corpo para o lado.

Amigos da vereadora entraram em contato pedindo para incluir o vereador Sidney, autor da Lei junto com Edilaine

Fernando Lorenzetti

Jornalista e colunista social. Passou por vários veículos de Imprensa, e atua como profissional de mídia, em redes sociais e no mercado editorial de revista. Por 10 anos assinou a coluna social do jornal Diário do Povo, em Campinas. Trabalhou na revista Metrópole do Correio Popular de Campinas, onde também pilotou o programa de TV " Festa, com Fernando Lorenzetti ", na Band, Rede Bandeirantes de Televisão. O jornalista colaborou com os mais importantes veículos de comunicação do país. Está no Instagran: @lorenzettifernando

Você deve estar logado para comentar Login

Deixe um comentário